sábado , 14 outubro 2017

Comer menos melhora a memória

Este artigo já foi visto457 vezes!

menos-comida-mais-memoria-principal

Estudo divulgado pelo jornal britânico Daily Mail afirma que a restrição calórica pode melhorar a saúde e prolongar a vida. Até aí nenhuma novidade. Porém, a pesquisa realizada pelo cientista Giovambattista Pani, da Universidade Católica do Sagrado Coração, de Roma (Itália), também sugere que após as refeições, as pessoas descartem a sobremesa e partam direto para o cafezinho, para melhorar a silhueta e a capacidade de armazenamento de informações no cérebro.

O cientista italiano focou a pesquisa na proteína CREB1, que é conhecida pela importância na memória e no aprendizado, e constatou, em experimentos com ratos, que a ingestão de menos calorias significa melhoria na capacidade de aprender e lembrar. “Nosso estudo identificou, pela primeira vez na história, um medidor importante dos efeitos da dieta no cérebro. A descoberta será importante para encontrar terapias futuras para prevenir a degeneração cerebral causada pelo processo de envelhecimento”, disse o pesquisador.

Conforme Pani, cortar 600 calorias ou 30% da necessidade diária de calorias já traria benefícios, assim como a ingestão de chá ou café. O pesquisador ainda comparou os dados do estudo com os moradores da ilha de Okinawa, no Japão, que tem uma grande população de idosos acima dos 100 anos e praticam o Hara Hachi Bu – técnica que prega que devemos comer até estarmos 80% satisfeitos –, reduzindo a quantidade de radicais livres produzidos na digestão e melhorando a saúde cardíaca.

Fonte: http://www.arcauniversal.com

Facebook Comentarios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *